Thursday, February 07, 2008

Espera e marcha

Áquila vislumbra a cidade, a Capital do seu Império. Desde que herdou o trono inesperadamente após o desaparecimento do seu pai, o Monarca LaDeus, ele nunca tinha sentido o medo que se apoderava de sua alma naquele instante. Era como se sentisse o ódio no ar, uma onda de maus presságios que lhe atordoavam os pensamentos. Pela primeira vez em anos ele se sentia impotente diante de uma situação. E sabia que o único caminho era enfrentar.
Com Excalibur em mãos ele fitou a lâmina prateada da espada, quase podendo ouvir os gritos dos inimigos mortos por ela. Não sentia remorso ou compaixão. Sentia que tinha uma missão a cumprir e tudo se justificava pra que isso acontecesse.
Envolvo em seus pensamentos, nem notou a presença de Duncan, seu Primeiro-ministro ao seu lado. Em silêncio, ambos olharam a cidade, suas luzes e contornos. Duncan também estava com medo. Não de morrer, mas com medo do desconhecido. Ele era apenas um mortal, não era como Áquila, descendente de uma linhagem real de feiticeiros guerreiros, gerados pelo próprio deus Titã. Duncan simplesmente estava no meio de tudo e não tinha como se defender, à não ser pelas habilidades extremas como Rinim. Com uma espada em mãos ele morreria, mas antes levaria 20 seres consigo.
Do outro lado do oceano, em pleno mar de Andurim, a esquadra negra avançava silenciosa. Em pouco tempo chegaria ao continente. A angústia de Áquila tinha um propósito. Mal sabia que bem diante dele, à distância de alguns parsecons de tempo, marchava o maior exército que ele enfrentaria em vida.

Wednesday, February 06, 2008

Titã City

A chegada das Legiões Titanianas à cidade de Titã City renova as esperanças do fim da Guerra. Áquila volta ao Castelo Titã e reúne o Conselho de Guerra. Sentados à mesa estão o Gen. Eiling, Amanda Waller (Projeto Cadmus e Nova Terra), a Equipe Imperial (Duncan, Ramires - ainda se recuperando dos ferimentos - Danan, e Maxwell Lord), Michel Donovan (Embaixador na República Galáctica), e os comandantes dos Exércitos no Norte e Sudoeste, Gen. Faustous e Gen. Riuken. Amanda Waller defende uma contra-ofensiva maciça ao Continente Neurasiático (Sede do Exército Negro de Esqueleto) até o Castelo das Trevas. O Gen. Eiling rebate, afirmando que a falta de estrutura bélica dos Titanianos é evidente. Maxwell Lord também se manifesta e alerta o Imperador sobre a necessidade da obtenção de recursos para a continuidade dos combates. A discussão na mesa é geral. Áquila reage violentamente. Ele afirma que nem dentro de sua própria equipe ele consegue obter consenso. Ele ordena então à Duncan e a Danan que façam uma varredura orbital sobre a localização das tropas negras no Continente Neurasiático. Ordena aos Generais Eiling, Riuken e Faustous um relatório global dos materiais bélicos disponíveis nas Legiões em todas as frentes de batalha. Para Amanda Waller e para Maxwell Lord ele designa um encontro com os Presidentes das 3 maiores corporações mundiais - Jack Malone Stone (Alchemax), Philomena Ferreto (Ferreto Corp.) e William Alva Zikstor (Zikstor Global).
Enquanto Áquila se reúne com seu Conselho Bélico, do outro lado da superfície Titaniana, Shar Khan, o "Esqueleto" ordena o ataque em massa à Titã City, Capital do Planeta. Mais de 3 Milhões de Soldados Negros partem em Hordas de 10.000 combatentes, acompanhados de uma esquadra marítima com aproximadamente 15 mil embarcações. À frente vai a Nau Capitânia, controlada pelo Comandante Giluky e pelo Gen. Greivous. Ao lado do Comandante Destro, Esqueleto sobrevoa a mancha negra de orcs, trolls, híbridos e Mecs que marcha pesadamente sob a terra. "Ninguém sobreviverá sob a terra de Titã após esse dia", profetiza o maligno ser num esgar de ira e contemplação.

Tuesday, August 21, 2007

O golpe de Greivous

Greivous caminha trunfante com um batalhão de Mecs fortemente armados. Telemetrias do local onde estão entrincheirados os soldados titanianos indicam a abertura por onde eles poderão empreender o ataque ao alto comando de Áquila. Este tenta sem sucesso contatar os caças para um bombardeio preciso sobre as linhas de ataque dos Mecs. Esta é a última esperança do Imperador em poder abrir um espaço para a passagem de suas tropas e infligir algum dano aos inimigos que lhe encurralaram nas praias de Andurim. Áquila reune uma pequena tropa de praetorians enquanto aguarda o sinal das naves para o bombardeio. Duncan entra em contato e avisa que em 30 parsecons os caças devem chegar. O tempo é curto mas o Imperador dá ordens para a retirada dos homens. Acontece a primeira explosão! Greivous ataca impiedosamente, pegando a casamata onde está Áquila totalmente desprotegida. Ele e Áquila se encontram e começam um combate sangrento. A guarda praetorian luta com os Mecs, rechaçando o ataque-surpresa. O Imperador duela com o General das Tropas Negras e o atinge gravemente, lançando-lhe um raio no peito. Greivous recua, matando muitos soldados em sua fuga. Surge um esquadrão de caças-bombardeios que desmantelam a linha Mec inimga. O fogo cobre a noite!
Áquila ordena a retirada das tropas imediatamente. Sob ataque de unidades negras, os bravos homens titanianos escapam, ganhando distancia e indo em direção a linha leste onde está Duncan e o General Eiling. Áquila observa a passagem das tropas e enxerga ao fundo as labaredas consumindo as tropas inimigas. Sente alívio pela primeira vez em meses. Empunha sua Excalibur e caminha ao lado de seus homens.

Friday, August 25, 2006

O fim da batalha...


Totalmente esgotado em razão dos vários dias à frente das linhas de combate, Áquila ainda resiste com um grupamento de 20.000 homens que resistem à fúria das máquinas lideradas pelo Gen. Greivous. Ramires, gravemente ferido, é levado para um dos hospitais de camapanha, instalado ao norte de Andurim. Duncan e o General Eiling mantém a linha leste, que retalha os ataques vindos das praias e realizados pelos Mecs.
Do outro lado do combate, Greivous recebe uma transmissão direta do Alto Comando Negro. É Lord Esqueleto. Ele exige a derrota imediata dos rebeldes e a cabeça do Imperador Áquila. Greivous tranquiliza o maligno senhor dos mortos afirmando que em questão de dias, ele em pessoa irá imprimir um terrível ataque aos rebeldes intrincheirados nas planícies.

Monday, January 09, 2006

Diário Titaniano


As tropas avançam.
À frente, o Imperador Olinim Áquila lidera a infantaria que marcha para os Portos de Andurim, onde milhares de máquinas aguardam para o confronto. Duncam se reune com o corpo militar para discutir as táticas de avanço no terreno hostil. Ramires ainda está em Nurenberg reunindo mais e mais mercenários para a batalha. Ao todo, 100 mil homens caminham para o front com a esperança de poder retomar o continente, expurgando os Exércitos Negros. Se as tropas forem vitoriosas, Esqueleto ficará recluso somente ao Continente Neuro-Asiático. É um preço que Áquila está disposto à pagar. Diante dele e de seus homens, só o por do sol que anuncia mais uma noite de espera e angústia.
Do outro lado, à dezenas de quilômetros, o Gen.Grievous analisa as condições do terreno. Ordena aos imediatos que valas sejam abertas para impedir e canalisar a passagem das tropas aliadas. Com esse ato, poderá concentrar o poder de fogo das Balistas, impedindo ou pelo menos retardando o avanço dos inimigos.